oklima em verso e prosa
Contos e Versos
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos

Imagem relacionada

Imagem do Google

MEIO A MEIO
Odir Milanez
 
 
As lágrimas por ti vertidas
vazaram meus olhos.
Eis que me vejo no escuro
das tuas assombradas sombras...
 
Quem és, que invadiste meu ventre,
dentre tantas mulheres
que sequer chegaram a marcar
seus instantes menores
em meus demorados minutos?
 
Por que assumi, ao invés de sumir,
os detalhes doridos da  tua dor?
Por que choro por ti,
sem saber, sequer, por quem choras?
 
Sem mais da imunidade adquirida,
sem anticorpos para o pranto alheio,
agora, com tua vida em minha vida,
hei de chorar-te as dores, meio a meio.
 
 JPessoa/PB
20.04.2017
oklima
 
Sou somente um escriba
que escuta a voz do vento
e o versa em versos de amor...
 
Para ouvir a música, acesse:

http://www.oklima.net


 
oklima
Enviado por oklima em 20/04/2017
Alterado em 20/04/2017

Música: NÓS DOIS -TADEU FRANCO - Desconhecido

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários