oklima em verso e prosa
Contos e Versos
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos

Resultado de imagem para UM POETA DO AMOR


(Imagem do Google}


SEVÍCIAS A UM SIMPES SERVO
Odir Milanez
 
Um poeta de mente pervertida,
inventor da imundice que o completa.
Semeador de sombras, de surtida,
assume a insensatez mais abjeta!
 
Um poeta que investe a sua vida
na mentira maldita, e se projeta
além dos alienados, da fingida
sequência de saudade obsoleta.
 
Um pérfido poeta traiçoeiro,
ilusor da adesão e da recusa,
anarquista do amor, o tempo inteiro.
 
Um escriba do vento... Quem o acusa
de tratante, de torpe e trapaceiro,
porque cismou ser servo de uma musa?
 
JPessoa/PB
07.03.2017
oklima
 
Sou somente um escriba
que escuta a voz do vento
e o versa em versos de amor...
 
Para ouvir a música, acesse:

http://www.oklima.net
 
 
,
 
 

 
oklima
Enviado por oklima em 07/03/2017

Música: Beth Carvalho - Pranto de Poeta - Sempre Mangueira - Desconhecido

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários