oklima em verso e prosa
Contos e Versos
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos

Resultado de imagem para YSOLDA CABRAL

(Imagem do Google)


EU E O VENTO
Odir Milanez
 
Não me chame de poeta,
sequer me saiba exegeta,
dês que a poesia me intriga,
pois nela não sinto alento.
Sou, tão somente, um escriba
que verseja a voz do vento.
 
Mas quando medito o amor,
quando um sorriso medito,
alteio o senso. E esse grito
o vento não mais o solta.
Ecoa o grito de volta
e na volta o avento escrito.
 
Sendo escriba, tão somente,
do que o vento me revela,
verto o verso para ela,
venturando o amor da gente.
 
Enquanto o eco, ecoante
do meu senso intimorato,
inda resta ressoante,
instigando, a todo o instante,
seu sorriso num retrato!
 

 

JPessoa/PB
26.08.2016
oklima
  
Sou somente um escriba
que ouve a voz do vento
e a versa em versos de amor...
 
odirmilanez.blogspot.com

Para ouvir a música, acesse:

http://www.oklima.net
 

 
oklima
Enviado por oklima em 26/08/2016

Música: Il Volo - Grande amore - Desconhecido

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários