oklima em verso e prosa
Contos e Versos
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos

prisao-660x330.jpg


(Imagem do Google)

POR TRÁS DA JANELA
Odir Milanez da Cunha

 
 

Por trás das grossas grades da janela,
assisto a vida. Triste convivência
com suas faces, desde a mais singela
às mais belas razões da sua essência.

Assisto-lhes as cores - aquarela
onde assunto os sentidos de uma ausência
que transparenta triste o tom da tela
- da sombra de um sorriso a consequência.

Como pesa a prisão de uma pessoa
que faz da própria casa imensa cela
e da cela refém não se perdoa!

Preso à vida que passa, crendo-a bela,
minha alma a descrê, chorando, à toa,
por trás das grossas grades da janela!



JPessoa/PB
26.07.2016
oklima

 
 
Sou somente um escriba
que ouve a voz do vento
e a versa em versos de amor...

 
odirmilanez.blogspot.com




(Imagem do Google)

POR TRÁS DAS GRADES
Fernando Cunha Lima
 
 
Por trás das grades um poeta vive
olhando a vida com olhar furtivo,
procurando mostrar que está vivo,
 enquanto segue um sonho e sobrevive.
 
A poesia a querer que ele se avive,
mas do seu próprio mundo ei-lo cativo!
Sem se dar aos detalhes do motivo,
modela a mágoa com a qual convive.
 
Agora, pelas grades da janela,
embora a vida lhe pareça bela,
o poeta não tem tanta certeza.
 
Lembranças... A visão fica borrada,
pelo pranto. Quem sabe a madrugada
não lhe aurore sorrisos de beleza?
 

Seguindo os passos do primo e poeta  Odir Milanez
 
JPessoa/PB
 27-07-2016.
Nando

Para ouvir o som, acesse:

http://www.oklima.net
 




 
oklima e Fernando Cunha Lima
Enviado por oklima em 26/07/2016
Alterado em 27/07/2016

Música: Chico Buarque - Outra Noite sem Você - Chico Buarque

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários