oklima em verso e prosa
Contos e Versos
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos

1360027229_adeus.jpg

((Imagem do Googlle)

ÚLTIMO ATO
Odir Milanez da Cunha


Estou desdudo e só, sem pensamentos,
enrodilhado a um canto de parede,
sem nada a me dizer sobre adventos,
sem sono, tem ter fome, ou sentir sede.

Sou um ser sem censura e sem intentos,
o balanço parado de uma rede,
quando a vida suspende os movimentos
e contempla comigo o nada, adrede.

O mundo inteiro, à volta, em mim se esconde.
Não sei que compartirmos nessa hora.
Perguntas não há mais. Ninguém responde.

A inércia se faz. Começa agora.
Termina não sei quando e não sei onde.
Sem mais saber quem fui, vou indo embora!...


JPessoa/PB,
28.02.2018
oklima

Sou somente um escriba
que ouve a voz do vento
e a versa em versos de amor...

odirmilanez.blogspot.com

Para ouvir a música, acesse:

http://www.oklima.net




 
oklima
Enviado por oklima em 28/02/2016

Música: Gilbert Becaud - Au revoir [pleer.com] - Desconhecido

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários