oklima em verso e prosa
Contos e Versos
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos

5541336608_549a438e10_b.jpg

(Imagem do Google)


PELAS FRESTAS DAS NUVENS
Odir Milanez
 
 

Pelas frestas das nuvens, nos vigia
a lua, à luz do sol, rumo ao minguante.
Quando a noite nasceu, desde esse instante
que os seus leves lampejos te alumia.
 
Teus lábios, ao luar, a praia espia.
Inspirando o teu cheiro aconchegante,
abraçamos o amor – o mais amante
dos amores amados na poesia!
 
Estrelas poucas piscam luzimentos.
A praia de estrelá-las não se escusa.
Nuvens nublam o espaço, a passos lentos.
 

Madruga o amor. O escuro se encapuza.
Vozeia o vento a vida. Tenho intentos
 de dourar, dentre nuvens, minha musa!



JPessoa/PB
01.12.2015
oklima
 
 
Sou somente um escriba
que ouve a voz do vento
e versa versos de amor...
 
odirmilanez.blogspot.com


Para ouvir a música, acesse:

http://www.oklima.net
 



 

 
oklima
Enviado por oklima em 01/12/2015
Alterado em 02/12/2015

Música: SONHO DE AMOR, FRANZ LISZT - Desconhecido

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários