oklima em verso e prosa
Contos e Versos
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos



(Imagem do Google)

 
Domingo, primeiro dia do mês de novembro, lembro, somente, saudade... Poeticamente perfeito! Se o amor, que era meu, somente era, como haveria de pensar presente, ou festejar futuro? Futuro, presente e passado já passaram por mim, nos ontens de não sei quando... A não ser que eu admita presente e futuro sendo agora, mesmo que esse agora seja "Andamento de Adeus". Um mês inteiro de amor e paz a todos os poetas que passarem, ou não, por meus passos passantes pelo primeiro dia do mês de novembro de dois mil e quinze...

 
ANDAMENTOS DE ADEUS
Odir Cunha
 
 
Às grades da agonia agora preso,
condenado a completa solidão,
sonhando nunca mais..., resto indefeso,
em meio ao ir e vir da multidão.
 
Ninguém me vê. Meu vulto vaga, em vão,
pelas sombras de um sol não mais aceso,
revestindo de luto o coração,
que sente da saudade todo o peso...
 
Os meus dias de ser, vivem momentos.
Os momentos no tempo são sem vida.
Passam presto, iguais aos pensamentos.
 
Cala-me o coração. Já não duvida
que há de pulsar lamúrias e lamentos,
 andamentos de adeus, e despedida!
 
 
JPessoa/PB
01.11.2015
oklima
 
 
Sou somente um escriba
que ouve a voz do vento
e versa versos de amor...
 
odirmilanez.blogspot.com


Para ouvir a música, acesse:
http://www.oklima.net
 

 


 


 
oklima
Enviado por oklima em 01/11/2015

Música: The End of Love - Ray_Pasnen

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários